sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Pobre

Acho o mercado cinematográfico brasileiro muito careta e limitado. Nada de excepcional é criado e quando, por ventura, temos uma novidade, ela não vinga. Há ótimos filmes nacionais com certeza, mas não consigo me lembrar de nenhum assim... transgressor e bom.
Imagine se o David Lynch fosse brasileiro, jamais poderia viver de cinema. E seus roteiros desconcertantes, jamais seriam aceitos por qualquer produtor. Um roteiro como o de Lost Highway, por exemplo; achariam uma maluquice.

Aliás, na TV é o mesmo esquema, a série 'O Sistema', que tem uma proposta interessante, não vingou, assim como a finada 'Os Aspones'.
Ê povo que não entende nada de humor refinado, nonsense, ou seja, nada que fuja do óbvio. Realmente, o que temos de inovador na música nos falta, e muito, nas produções cinematográficas e televisivas.

4 comentários:

Lelo disse...

Sinceramente, acho que falta roteirista decente, também. A Fernanda Young já deu tudo o que tinha que dar. Quando ela apareceu e posava de garota rebelde-boca suja, foram os únicos 30 segundos que a achei interessante. Depois disso, e lendo os textos dela espalhados por aí, descobri que é apenas uma chata e sem graça como todos os outros que tentaram sucesso antes dela.
Sinto falta do Luiz Fernando Veríssimo, Laerte e irmãos Caruso no TV Pirata...

Cinthia disse...

Também acho,mas talvez porque o mercado não dê espaço. Geralmente não gosto da Fernanda Young, acho ela artificial, mas 'O Sistema' foi o que vi de mais ousado ultimamente no mundo idiota da tv aberta, foge das 'fórmulas infalíveis' dos progaramas humorísticos .
TV Pirata não tem comparação...

Guillermo disse...

Com certeza não viu os filmes do Cláudio Assis e do Beto Brant de 2007, só para lembrar dos melhores de cara.

Cinthia disse...

Não vi o Baixio das Bestas
de Claudio Assis, assisti Cão sem Dono, do Brant, é bem interessante, mas não vejo nada de 'transgressor' no roteiro do filme.