segunda-feira, 14 de março de 2011

Re-Laços

Num passado recente eu passei por aquela fase que algumas pessoas - geralmente aquelas que valorizam limites - passam. Eu bodiei de me relacionar. Essa 'fase' até que durou um tempo considerável, levando em conta que eu simplesmente não tenho o dom de ficar saindo com caras pra ver se acerto (acertamos) na escolha.

Eu cansei pois num relacionamento me peguei vulnerável, logo, irreconhecível, e não curti. Sentir que, de repente, você pode acabar agindo de maneira que não lhe é habitual por conta das reviravoltas de um jogo, sabem? Acho que todos já fizeram isso.
Relacionamentos, quando não são de fato amorosos, costumam ser um jogo sem fim: eu jogo charme, espero virem atrás, me passo por desinteressada, daí me dão um gelo, aí eu vou atrás e me faço de apaixonada e on and on and on...

Só que aí eu cansei. Eu sou um pouco radical com as pessoas, admito. Eu as enquadro dentro de modelos de conduta e espero sempre mais do que dou. Terrível, eu sei! E pesando tudo; o mea culpa e o que classifiquei como "culpa" da outra parte, eu decidi sair da rodinha, não quis mais brincar!

E o que eu tô vivendo agora é a reconstrução de modelos de relacionamento, na minha cabeça, inicialmente, para depois ser, quem sabe, adotado na prática. Pois eu não tenho ainda, ou tive, muitos bons modelos de relacionamento para me espelhar, e isso deve influir de alguma maneira no meu termômetro de tolerância.

E essa reconstrução de modelos não envolve apenas os relacionamentos amorosos, mas inclui a arte de relacionar-se com pessoas em diversos âmbitos, de uma maneira geral e... putaqueopariu! Como é difícil ser tolerante! Como é difícil ter aquela facilidade de um bom observador para notar o que há de errado, o que as pessoas escondem, o que emulam e ainda assim, aceitá-las, quando muitas vezes é difícil aceitar a nós mesmos.

Mas enfim, em nome da cordialidade e aprendizado, tenho me limitado a uma virada de olhos e a constatação crucial para relevar defeitos diversos: "É gente!".

5 comentários:

Efectus, o blog. disse...

Bem-vinda de volta! Meu blog também anda sempre capengando, mas a vida segue ;)

Cinthia disse...

Valeu, Tiago!
Btw... esse seu perfil não direciona pro seu blog. Cadê? rs

Efectus, o blog. disse...

É, também tenho esse pepino pra resolver. Minhas contas do Google estão bem loucas, então é mais uma coisa pra arrumar quando eu tiver saco... O meu tá aqui: http://efectus.com.br

Bjos!

Cleber disse...

"Eu sou um pouco radical com as pessoas"

Um pouco? ;)

Cinthia disse...

Será que sou muito?