quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Que tudo se realize, no ano que vai nascer...

Pois é, 2008 chegou ao fim. Nesse ano todos tivemos motivos para rirmos e chorarmos. Infelizmente foi um ano que fez muita gente que eu amo derrubar muitas lágrimas, assim como eu, que não apenas chorei mais, mas também xinguei, reclamei, me irritei e me despedi de lugares e mais penosamente de pessoas.

Mas não foi apenas isso, ainda bem. E agora a gente começa a se reestruturar novamente.

A única coisa que eu não pude me livrar foi do cansaço bem característico dessas épocas. Não estou com pique nem para ligar pra galera desejando boas festas, apesar de me lembrar de todo mundo, ou quase todo mundo.
E também quer época mais significativa para se encher das coisas do que o Ano Novo e tudo o que o envolve? Não!

No ano novo, as pessoas acham que, só porque a Terra deu mais uma volta completa ao redor do Sol, dentre as bilhares já dadas, cria-se um portal mágico, onde mudanças acontecem, desejos se realizam e desgostos são eliminados por um passe de mágica. Como se fosse um recomeço de fato e que se justifica por si só.

Nesse sentido o Ano Novo é ainda mais chato que o Natal, que particularmente eu não tenho nada contra (fora as convenções familiares forçadas).

Eu acho muito bom dividirmos períodos a fim de reavaliarmos nossas vidas e planejarmos realizações, até porque eu, como qualquer ser humano que se preze, sou uma pessoa que também precisa criar ciclos para a vida, mas o que eu acho de uma babaquice ímpar é que as pessoas depositam toda a expectativa de melhora em uma data, ou melhor, numa passagem, sem levar em conta que é preciso muito mais do que um dia mágico para que mudanças aconteçam. Investir em auto-conhecimento e auto-observação são caminhos muito mais efetivos. Ou então parar de apontar nos outros o que em princípio deveríamos 'reparar' em nós mesmos e assumir que erramos, ao invés de tentar provar que somos perfeitos para todo mundo, é um bom começo também.

E isso tudo não é apenas rabugice minha como parece. Mas é que na minha opinião as coisas são mais simples e menos casuais.

Mas sei lá, as pessoas precisam de todo esse simbolismo. Precisam das mandingas, das levianas listas de promessas, do velho e chato traje branco, das calcinhas coloridas e das previsões astrológicas do João Bidú. Para logo em seguida lidarem com a fatal realidade: A gorda volta a se entupir de doce; o fumante retorna pouco a pouco ao seu vício; a solteira continua ansiosa e cega e o pobre com suas habituais dívidas.

Enfim, é o repeteco de todos os anos e isso faz parte da festa. E um pouco mais adiante somos brindados também com uma barriga saliente, com a preguiça de voltar ao ritmo e ao trânsito da cidade, com o Oscar na Globo e o desfecho com o inevitável Carnaval e seu cenário pseudo-apocalíptico. E aí sim, o ano inicia.

Bom pessoal, Feliz Ano Novo e um 2009 bonito, porque eu sou muito otimista!


Beijosésóumafase!
;-)


4 comentários:

Enéias disse...

Oi Cinhthia, gostei do seu blog.Beijos.

ANDRE disse...

Oi Cinthia, você citou vários acontecimentos de final de ano e esqueceu deste: Especial Roberto Carlos! kkkkkkkk

Bjosss e um ótimo 2009 para você!

André Al - Mundo ID
http://mundoid.blogs.sapo.pt/

juliana disse...

Querida amiga, estamos na mesma sintonia pois estava eu aqui pensando milhões de coisas sobre o ano novo!!!as pessoas só são felizes,lindas,amáveis,solidarias e todas estas frescuras no mês de dezembro,e o resto do ano*,todo mundo e mal educado,rabugento,preguiçoso,falso,e blá blá blá, tudo aquilo que já sabemos, ai enfim qnd chega o ohhhhhhhhh fim do ano e tudo lindo, belo, bom e qnd passa para o outro ano,ah o ano so começa depois do carnaval e blá blá blá,hipocresia e mais hipocresia, então ja cansei te ter milhoões de anos novos e ser tudo espiritos velhos, pois vejo que a renovação esta em cada dia e não em cada ano, são poucos os que escapam desta manada e assim ano vai ano vem e tudo a mesma coisa tipo: Hoje é um novo dia
De um novo tempo
Que começou
Nesses novos dias
As alegrias serão de todos
É só querer
Todos os nossos sonhos serão verdade
O futuro já começou
Hoje a festa é sua
Hoje a festa é nossa
É de quem quiser
Quem vier
A festa é sua
Hoje a festa é nossa
É de quem quiser!
aaah cansei de tudo isso viu!!! ai no ano que vem e um ferrando o outro.
Feliz ano novo a todos q realmente fazem ser um ano novo com suas atitudes nobres de verdade e não sendo um bando de hipocritas,

*Ta tudo sem acento e errado o que isso muda, basta entender, o computer falto algo.
beijos amiga

Chá das 5 a meia-noite disse...

Oi Cinthia,
adoro seu blog e tanto que linkei no meu.
Não querida, não é rabugice sua tudo o que escreveu que é o que vc pensa. Eu concorco em grau,número e gênero com você.
E como diz minha amiga "Feliz Troca de Caléndário"
Beijo e bom fim de semana.